-> Como se organizar no PCB? -> Contato: pcb@pcb.org.br

Acesse a nova página, clique em: pcb.org.br

CONTRA A ATUAÇÃO IMPUNE DE PISTOLEIROS A SERVIÇO DO LATIFÚNDIO NO OESTE DO PARANÁ

Imprimir PDF

(NOTA DO COMITÊ REGIONAL DO PCB NO PARANÁ)

Mais uma vez o latifúndio impõe a sua lógica do terror sobre a população trabalhadora. Mais uma vez ameaça de morte dirigentes dos trabalhadores sem terra; mais notícias de assassinatos cruéis e impunes. O Partido Comunista Brasileiro (PCB), sempre ao lado da população pobre e trabalhadora, manifesta seu repúdio por práticas criminosas das oligarquias rurais, que contam com a omissão criminosa dos responsáveis pelo Estado.

O dirigente nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) Antonio Miranda, que atua no acampamento Herdeiros da Luta 1º de Maio, ocupação da Fazenda Rio das Cobras, em Rio Bonito do Iguaçu, região oeste do Paraná, denuncia que tem sofrido diversas ameaças de morte por parte do latifúndio. Há também relatos de que uma família de assentados, que apoiava os acampados, teria sido assassinada por pistoleiros. O clima é de terror contra a população trabalhadora.

Essa fazenda é motivo de disputa, pois a empresa Araupel alega ser sua proprietária, o que é contestado pelo próprio INCRA e Justiça Federal.

O PCB responsabiliza o governador do Estado do Paraná, Beto Richa, pela segurança da população, pois é sua tarefa garantir esse direito previsto em lei. A polícia, sempre tão zelosa em reprimir os movimentos populares e na proteção da propriedade privada, tem a obrigação de desarmar os pistoleiros que agem na região e garantir a segurança de homens, mulheres e crianças que querem apenas o direito à existência e o trabalho digno no cultivo da terra para a produção de alimentos.

Basta de impunidade

Basta de atuação parcial das autoridades

Pelo direito à terra para todos

Pelo direito à vida

Sede Nacional: PCB Creative Commons
RUA DA LAPA, 180, conjunto 801. Lapa/RJ. CEP: 20021-180 Partido Comunista Brasileiro
Permitida a reprodução, desde que citada a fonte.

Contato: pcb@pcb.org.br