-> Como se organizar no PCB? -> Contato: pcb@pcb.org.br

Acesse a nova página, clique em: pcb.org.br

“A União Europeia converteu o mar Mediterrâneo em uma fossa clandestina”: Organização médico-humanitária Médicos Sem Fronteiras

Imprimir PDF

Nota dos Editores do portal PCB: Faltou esclarecer neste importante texto que essa migração é produto da ação militar e terrorista do imperialismo, que vem trazendo a desastibilização e o caos nos países do Oriente Médio e da África, de onde saem desesperados os migrantes.

Resumen Latinoamericano/ Redacción Desinformémonos/ 20 de abril de 2015.- Uma das decisões da Agência de Fronteiras Exteriores da UE (Frontex), foi a substituição da operação pela Tritão, uma operação de vigilância das fronteiras.

Mais de mim e seiscentas pessoas migrantes desapareceram em menos de uma semana e levam a Europa à beira de uma crise humanitária. A organização médico-humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF) denunciou que a União Europeia (UE) converteu o mar mais perigoso do mundo, em uma fossa clandestina.

Nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira, a Organização Internacional de Migrações recebeu alertas de auxílio de três embarcações, sendo que uma delas tinha ao menos 300 pessoas e uma vintena de mortos que afundavam. No entanto, não chegaram a conhecer a localização do chamado.

Na semana passada, uma embarcação com ao menos 550 migrantes naufragou a uns 200 quilômetros da ilha italiana de Lampedusa. Políticos europeus apontaram que se o número for confirmado, essa poderia ser a pior catástrofe neste mar.

No domingo, um barco com cerca de 900 pessoas provenientes da Líbia naufragou. Os números aumentam cada vez mais e a UE, segundo reportam organizações de direitos humanos, os dá por mortos e não implanta operações de busca.

Uma das decisões da Agência de Fronteiras Exteriores da UE (Frontex) foi a substituição da operação pela do Tritão, uma operação de vigilância das fronteiras.

Segundo a Agência da Organização das Nações Unidas (ONU) para os Refugiados (ACNUR), 35.000 migrantes chegaram de barco ao sul da Europa desde princípios do ano. Em 2014, uns 3 mil migrantes morreram tentando cruzar o mar mediterrâneo e só no ano atual, 600 mil despareceram.

Fonte: http://www.resumenlatinoamericano.org/2015/04/20/la-union-europea-convirtio-el-mar-mediterraneo-en-una-fosa-clandestina-organizacion-medico-humanitaria-medicos-sin-fronteras/

Tradução: Partido Comunista Brasileiro (PCB)

Sede Nacional: PCB Creative Commons
RUA DA LAPA, 180, conjunto 801. Lapa/RJ. CEP: 20021-180 Partido Comunista Brasileiro
Permitida a reprodução, desde que citada a fonte.

Contato: pcb@pcb.org.br