Denunciamos prisão e grosseira perseguição a dirigente comunista

imagemO Partido Comunista Paraguaio denuncia que no amanhecer do dia 2 de dezembro, na Ciudad del Este, invadiram a casa do camarada Pedro Espinoza e plantaram descaradamente, em um sofá velho que estava no pátio de sua casa, 45 quilos de maconha, panfletos do EPP e Cds de 2013, além de confiscarem seu computador. Atualmente, Espinoza está detido na Procuradoria da Ciudad del Este.

Pedro Espinoza é Secretário Político do Comitê Regional do Alto Paraná e Membro do Comitê Central do PCP, destacado docente da Universidade Nacional do Este, jornalista e locutor da Rádio Parque, conhecido dirigente das lutas estudantis, docentes e sindicais, referência social do Alto Paraná, reconhecido em sua comunidade por seu compromisso e sua honestidade.

Seu “delito” é ser companheiro e ter um filho com Dora Meza, irmã de Magna Meza, membro do EPP. E o “delito” de sua companheira Dora, que também está presa, é ser irmã desta pessoa.

A perseguição à luta social, ao mais puro estilo stronista, é uma das piores constantes do governo de Cartes que, no entanto, goza da impunidade pelo saqueio de nosso país, pela corrupção e pelas práticas ilegais de abuso de forças, perseguição e violações de direitos.

Exigimos a imediata libertação do companheiro Pedro Espinoza e da companheira Dora Meza.

Chamamos a solidariedade das forças sociais e políticas nacionais e internacionais e da população democrática, assim como a devida investigação com punição dos responsáveis por esta grosseira ação que coloca em manifesto o operar mafioso do aparato policial na Tríplice Fronteira.

Partido Comunista Paraguaio
2 de dezembro de 2016

Fonte: http://www.unidosxparaguay.com/informacion-general/2016/12/2/comunicado-denunciamos-apresamiento-burda-persecucion-dirigente-comunista-1385.html

Tradução: Partido Comunista Brasileiro (PCB)

Categoria