Mês
dezembro 2009

PCB saúda a Revista Comunista Internacional!

Crédito: RCI PCB SAÚDA A REVISTA COMUNISTA INTERNACIONAL! É com muita honra que o PCB apresenta abaixo o editorial do primeiro número da REVISTA COMUNISTA INTERNACIONAL, que nasce como um importante instrumento do proletariado e dos setores populares na luta contra o capital. A Revista surge no nonagésimo aniversário de fundação da III Internacional.

Partido Comunista da Grécia (KKE)

Crédito: KKE Encontro Internacional de Partidos Comunistas e de Trabalhadores Nova Delhi, 20-22 de Novembro de 2009. Intervenção do Partido Comunista da Grécia (KKE) FALA DE GIORGOS MARINOS, MEMBRO DO CC DO KKE “A causa real da crise é a intensificação da contradição do capitalismo, a contradição entre o caráter social da produção e a apropriação capitalista dos meios de produção. A meta do capitalismo é o lucro, e não a satisfação das necessidades humanas.” “Na era moderna, era da transição do capitalismo para o socialismo, a luta não deve ser por transformações democráticas burguesas, mas pelo poder socialista que superará o poder dos monopólios e resolverá os problemas do atraso econômico, da dependência, etc.”

SUPERAR O ANTICOMUNISMO

Crédito: RSUrgente por Georges Gastaud(1) «Anti-totalitarismo»… totalitário! Seria cômico se não fosse tão grave para a liberdade de pensamento: é em nome do «antitotalitarismo»(!) – sem quase nunca dispor do menor direito de resposta – que os defensores do comunismo histórico, e, mais genericamente, todos os que seguem o combate de Babeuf e Varlin, de Marx e de Lênin, de Manouchian e Guevara, são constantemente difamados pelos meios de comunicação do Partido Único de Maastricht(2), muito «laicamente» auxiliados pela história oficial da escola «republicana», celebrada pelos pontífices das direitas mais reacionárias e das falsas esquerdas, hipocritamente exaltada pelo coro incansável dos «comunistas arrependidos», a grande missa azul-rosa-castanha(3) do anticomunismo em sua infindável ladainha, que tem batido todos os recordes de anátemas e excomunhões com que foram batizados pelos contrarrevolucionários de seu tempo Espartaco e os Gracos, Robespierre e Marat, Eugène Varlin e Louise Michel…

Estas são as bases militares dos EUA na América Latina

Crédito: Latuff O Comando Sul é um dos cinco comandos militares mais importantes do Pentágono. O Comando Sul cumpre a responsabilidade de vigiar, espionar e controlar uma área de 19 países da América Latina. A partir do ano 2000, o Pentágono desenhou um novo esquema de controle militar sub-regional, conhecido como Bases Militares Estadunidenses. Estas bases estão localizadas em todo o Continente, especificamente com o fim de controlar e monitorar a América Latina. Entre 1903 e 1999, baseou-se no Canal do Panamá. Porém, como resultado do “Acordo Carter-Torrijos”, no ano de 1997 os EUA se viram obrigados a abandonar a Base Militar Howard (Comando Sul) no Panamá e transferir-se para Miami, Flórida.

INVASÕES AMERICANAS NO MUNDO

Crédito: Latuff Organizado por Alberto da Silva Jones (professor da UFSC): Entre as várias INVASÕES das forças armadas dos Estados Unidos fizeram nos séculos XIX, XX e XXI, podemos citar: 1846 – 1848 – MÉXICO – Por causa da anexação, pelos EUA, da República do Texas 1890 – ARGENTINA – Tropas americanas desembarcam em Buenos Aires para defender interesses econômicos americanos. 1891 – CHILE – Fuzileiros Navais esmagam forças rebeldes nacionalistas. 1891 – HAITI – Tropas americanas debelam a revolta de operários negros na ilha de Navassa, reclamada pelos EUA. 1893 – HAWAI – Marinha enviada para suprimir o reinado independente anexar o Hawaí aos EUA. 1894 – NICARÁGUA – Tropas ocupam Bluefields, cidade do mar do Caribe, durante um mês.

DECLARAÇÃO DE CARACAS

Crédito: www.conbolivar.org Aos 185 anos da transcendente batalha de Ayacucho que pôs fim ao colonialismo espanhol e deu início a nossa primeira independência … Desde Caracas, local de nascimento do Libertador, a capital da revolução bolivariana liderada pelo comandante Chávez, declaramos aos povos do mundo: Somos Movimento Continental Bolivariano, depois de transitar através da trajetória de sucesso da Coordenadora Continental Bolivariana (CCB). Somos Movimento Continental Bolivariano (MCB), para assumir com inteligência e paixão revolucionária a causa heróica da Pátria Grande e do socialismo emancipador.

Na América Latina o povo dá as costas a quem não é valente

Crédito: Memorial da América Latina – Niemeyer Atilio Borón*, especialista em geopolítica. “Os governos do Brasil, Argentina, Chile ou Uruguai consideram que a solução dos problemas do capitalismo se encontram no próprio capitalismo” Zazpika-Gara (resumo da entrevista à Rebelión) Atilio Borón é um dos grandes nomes da sociologia latino-americana contemporânea. Nasceu em Buenos Aires em 1943; suas obras se esgotam nas livrarias rapidamente. Talvez porque não seja um professor convencional e suas reflexões insistem na necessidade de transformar a realidade, trabalhando por um mundo melhor. Um mundo no qual este “continente de esperança”, como o definira Salvador Allende, seja um exemplo de que realmente é possível viver sem que o “mercado” regule nossas vidas e nossos sonhos.

EUA reconhecem documento que cita possibilidade de operações na América do Sul

Crédito: Latuff O Departamento de Estado dos EUA confirmou ontem ser verdadeiro o documento da Força Aérea americana apresentado na quarta-feira, em Brasília, pelo deputado federal José Genoino (PT-SP), que cita a base militar colombiana de Palanquero, a ser usada por Washington, como “uma oportunidade para a realização de operações no âmbito total da América do Sul”. Baseado no documento, Genoino acredita que o polêmico acordo militar que garante o acesso dos EUA a sete bases no território colombiano poderia abrir caminho para as forças armadas norte-americanas atuarem em outros países, além da Colômbia. Opinião semelhante tem o diretor do Programa de Segurança para a América Latina do Center for International Policy, em Washington, Adam Isacson, que analisou não só o documento da Força Aérea, mas também o texto final do acordo, que veio a público em 5 de novembro no site do Ministério das Relações Exteriores da Colômbia, ao qual o JB teve acesso.

Alerta contra o golpismo terrorista

Crédito: wikimedia.org Nota Política do Partido Comunista Paraguaio (PCP) O General Douglas Fraser, chefe do Comando Sul norte-americano, chegou ao Paraguai para “reforçar laços com as Forças Armadas paraguaias”, segundo a propaganda imperial. Fraser foi o principal promotor e defensor da instalação de 7 bases aéreas na Colômbia para reprimir o povo colombiano e para ameaçar e eventualmente agredir os países latino-americanos que optam por uma política independente.